Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Curitiba sedia VI Congresso Brasileiro de Agroecologia

organicos_parana
Produtores, estudantes e pesquisadores que trabalham com a agroecologia no Brasil e em outros países vão se reunir em Curitiba no VI Congresso Brasileiro de Agroecologia e II Congresso Latinoamericano de Agroecologia, no período de 9 a 12 de novembro. Palestras, troca de experiências, dinâmicas de campo, visitas a propriedades e atividades culturais fazem parte da programação do Congresso, promovido pela Sociedade Científica Latinoamericana de Agroecologia (SOCLA) e Associação Brasileira de Agroecologia (ABA). O congresso é realizado pelo Governo do Paraná e tem o apoio da Universidade Federal do Paraná.

Segundo a organização, aproximadamente três mil pessoas vão participar das atividades do congresso, que já conta com 1.500 trabalhos inscritos por pesquisadores de todo o Brasil e de diversos países. Os técnicos do Instituto Emater estão organizando excursões de produtores paranaenses para o evento.

Para Iniberto Hamerschmidt, do Instituto Emater e da comissão organizadora, a realização do congresso em Curitiba é fundamental para a divulgação do trabalho que o Paraná desenvolve na área. “O congresso vai reunir pesquisadores internacionais, e também vai possibilitar a troca de experiências e o contato com novas tecnologias”, ressalta ele.

Produção paranaense – Atualmente o Paraná é o principal produtor de produtos orgânicos do Brasil, em número de agricultores. De acordo com Hamerschmidt, a produção paranaense está concentrada em propriedades familiares, com área média de 2,4 hectares, ao contrário de outros estados, onde grandes proprietários também já adotaram o sistema agroecológico.

“A produção sem insumos químicos gera 15 mil empregos diretos no Paraná e é diversificada. Nossa produção orgânica vai de culturas como a soja, hortaliças e frutas até erva-mate, café, milho, feijão e açúcar mascavo”, conta Hamerschmidt.

A demanda por alimentos saudáveis, o baixo custo de produção e a maior remuneração no mercado têm servido como incentivo à produção orgânica no Paraná. Mas os técnicos que dão assistência no campo também apontam a mudança no comportamento dos agricultores. Para Hamerschmidt, muitos produtores estão optando pela produção orgânica por entenderem que é uma prática que preserva sua própria saúde, já que elimina o manejo dos venenos, e também preserva o meio ambiente. E essa é uma mudança de comportamento importante. Somente o Paraná registra mil casos de intoxicação por venenos a cada ano.

“As próprias indústrias que fabricam agrotóxicos já estão criando alternativas, como inseticidas biológicos e naturais, em busca deste mercado”, observa. Mas Hamerschmidt lembra que um dos princípios da agroecologia é que o agricultor não dependa de insumos externos e busque nos recursos da sua propriedade o necessário para sua manutenção. Este certamente será um tema discutido durante o Congresso.

Lucro maior – Atualmente os técnicos estimam que os agricultores orgânicos recebam 30% a mais na venda de seus produtos. No entanto, a tendência futura é de que essa margem se reduza. “Enquanto a produção orgânica for reduzida o lucro do produtor será mantido, mas com o tempo os produtos orgânicos deverão ser vendidos ao mesmo preço dos convencionais. O produtor de orgânicos vai manter seus ganhos porque seus custos de produção chegam a ser 20% menores do que os da agricultura convencional”, explica Hamerschmidt. O agrônomo não duvida de que o cultivo com adubos químicos tende a desaparecer nos próximos anos.

Tema – “Agricultura Familiar e Camponesa: experiências passadas e presentes construindo um futuro sustentável” é o tema principal do VI Congresso Brasileiro de Agroecologia. Além dos trabalhos que serão apresentados, os participantes poderão participar de dez dinâmicas de campo que serão realizadas no Centro Paranaense de Referência em Agroecologia; visitas a propriedades rurais da Região Metropolitana de Curitiba, Litoral e Vale do Ribeira; além de atividades culturais e artísticas programadas para os quatro dias do Congresso.

Interessados podem verificar a programação e fazer sua inscrição no site www.agroecologia2009.org.br Produtores paranaenses que desejam participar das excursões ao congresso devem se informar nos escritórios do Instituto Emater.

Por Agência de Notícias do Paraná.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: