Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Rondônia: Produtores recebem certificação orgânica internacional

rondonia
Visando atender aos mercados europeus e norte-americanos, os produtores do projeto Reca – Reflorestamento econômico consorciado adensado, com o auxilio do Sebrae e parceiros, estão desenvolvendo o projeto de certificação orgânica internacional. O Reca é uma organização de produção comunitária e de preservação ambiental, localizada no distrito de Nova Califórnia, divisa de Rondônia com o Estado do Acre.

O projeto possui certificação agrícola pelo IMAFLORA – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola, e orgânica pela a Associação de Certificação Socioparticipativa da Amazônia – ACS. Tornou-se uma referência na Amazônia como modelo de organização e produção comunitária e de preservação ambiental sempre com a proposta de fixar o homem em pequenas propriedades e delas tirar o seu sustento, sem agredir o meio ambiente.

Todo um processo para a certificação internacional foi estabelecido. Em janeiro ocorreu inspeção nas propriedades e nas unidades de processamentos. Por solicitação da entidade certificadora, visando atender requisito das normas internacionais de produtos orgânicos, estão em análise no Instituo Adolfo Lutz, em São Pauli, as embalagens que irão acondicionar os produtos.

Em agosto foi realizado um curso de Sistemas de Controles Internos, com o objetivo de possibilitar aos produtores, técnicos do Reca e parceiros, conhecimentos para a manutenção do sistema de produção orgânica, garantindo a manutenção da certificação. Para dezembro está programada uma auditoria de certificação/inspeção que acontece anualmente.

Com todo o processo concluído, o projeto irá certificar intercionalmente polpa de açaí, polpa de cupuaçu, manteiga de cupuaçu, óleo de castanha, palmito de pupunha, óleo de copaíba, de andiroba e a fruta rambotã(in natura).

Há algum tempo os produtos do RECA despertam interesse em feiras de produtos orgânicos no Brasil e no exterior. Porém enfrentam dificuldades de acesso aos mercados da Europa e dos EUA, por não possuírem certificação orgânica internacional exigida por esses países. O projeto de certificação orgânica contribuirá na resolução dessa questão.

Fonte: UMC/SEBRAE-RO.

Comente!!

Compre aqui

Indicamos

Receba nossas informações:


Nome:



Email: