Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Sebrae investe R$ 37 milhões em agricultura orgânica e agroecologia

Apostar nos orgânicos é apostar no desenvolvimento sustentável do País, defendeu o diretor Luiz Carlos Barboza.

Apostar nos orgânicos é apostar no desenvolvimento sustentável do País, defendeu o diretor Luiz Carlos Barboza

A agricultura orgânica com certeza é um dos setores “portadores de futuro” no mundo, disse o diretor-técnico do Sebrae Nacional, Luiz Carlos Barboza, durante a  ’7ª edição da BioFach América Latina’ e da ’5ª edição da ExpoSustentat’, que ocorreu entre 28 e 30 de outubro, em São Paulo. Segundo Barboza, ao investir na agricultura orgânica e na agroecologia o Sebrae também aposta no desenvolvimento de um Brasil mais sustentável. A Instituição participa dos dois eventos com estandes e no apoio à presença de pequenos produtores de diferentes regiões do País.

Atualmente, o Sebrae atende 32 projetos de Orgânicos situados em 17 estados. São R$ 17 milhões investidos até o momento. “A realização de feiras, como a Biofach e a Expo Sustentável são importantes para reforçar o trabalho que o Sebrae desenvolve com o objetivo de mostrar o potencial do mercado orgânico. O esforço maior tem sido com relação ao Comércio Justo. Temos trabalhado para mostrar que sozinho o pequeno produtor não chega no mercado”, diz a coordenadora nacional da carteira de Orgânicos no Sebrae, Newman Costa.

Em agroecologia, com o projeto Produção Agroecológica Sustentável (PAIS), desenvolvido em parceria com o Banco do Brasil, o Sebrae já investiu cerca de R$ 20 milhões em 7 mil unidades de produção.

Nos estandes do Sebrae estiveram presentes pequenos produtores dos Estados de GO, MS, RN, PR, AL, BA, ES, RS, CE, e PA com produtos orgânicos com certificação, como cachaça, café, carne bovina, frango, ovos caipira, laranja, mel, feijão, vinho, açúcar, cajuína, geléias das mais diferentes frutas, entre outros.

Na ExpoSustentat, o espaço do Sebrae contou com produtos certificados ou não e que estão ligados a atividades auto-sustentáveis. São artigos que trabalham com o conceito de comércio justo, como o artesanato, algodão e extrativismo sustentável.

Além disso, o Sebrae também apóia o estande do Banco do Brasil com o projeto PAIS e o estande do projeto Talentos do Brasil. “O que vai pautar o País daqui para a frente, com certeza, será a sustentabilidade. Tudo que pode ser feito na integração de produção, indústria e comércio, gerando negócios que garantam não apenas a subsistência, mas renda digna a essas comunidades, o Sebrae está apoiando”, disse o diretor.

Para o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, o mundo vive hoje uma crise ambiental mais grave do que a financeira. “A solução para a preservação ambiental passa necessariamente pela agricultura, com a preservação dos solos, das águas e da vegetação”.

A produção de orgânicos está diretamente vinculada à agricultura familiar que, segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário, aglutina 4,1 milhões de unidades produtivas e responde por 70% dos alimentos consumidos diariamente pelos brasileiros, representando 10% do PIB nacional. Trabalham na agricultura familiar cerca de 12 milhões de brasileiros.

Para o secretário de Agricultura de São Paulo, João Sampaio, os orgânicos estão deixando de ser um nicho de mercado para se tornarem um ramo agrícola importante. “Hoje está concentrado na agricultura familiar, mas tem condições de expandir para as médias e grandes propriedades, ganhando escala e mercado”.

Por Vida Sustentável, com informações da Agência Sebrae de Notícias.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: