Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Secretário de Agricultura Familiar elogia diversidade em Feira de Orgânicos

Secretário considerou a feira de bom nível (Foto: Denilson Secreta

Secretário considerou a feira de bom nível (Foto: Denilson Secreta

Na visita que fez na manhã desta quarta-feira (18/11) à feira de produtos orgânicos, na Praça do Rádio Clube, o secretário nacional de Agricultura Familiar, Arnoldo de Campos, gostou do que viu. “Esta feira tem um bom nível, uma boa diversidade de produtos, qualidade, limpeza e organização”. Na opinião do secretário, o “desafio agora é aumentar a oferta de frutas, porque tem bastante verduras e legumes”.

O representante do governo federal também quer debater com a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e Tecnologia e do Agronegócio (Sedesc) a inclusão da Prefeitura de Campo Grande no PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). Uma lei federal, que entra em vigor em janeiro de 2010, estabelece que “todos os municípios do país têm que comprar 30% dos alimentos da merenda escolar de agricultores familiares, de preferência produzidos na própria região”, esclareceu Arnoldo de Campos. Ele acredita que a medida vai melhorar a qualidade dos alimentos oferecidos aos estudantes.

De acordo com um levantamento feito pelo Ministério da Agricultura, os produtos orgânicos apresentaram uma taxa anual de crescimento de 20%. “O grande desafio do Brasil é vender produtos saudáveis, sustentáveis, orgânicos, ou seja, produtos livres de agrotóxicos”, considerou o titular da pasta de Agricultura Familiar. Ainda segundo Arnoldo, “o consumidor está cada vez mais exigente, atrás de produtos orgânicos, de qualidade e com preços acessíveis”.

A garantia de encontrar preços satisfatórios na feira de orgânicos foi explicada pelo Superintendente de Agronegócios, Indústria, Comércio e Serviços da Sedesc, Orany Rocha, para o secretário de Agricultura Familiar. “O que encarece o produto orgânico é a mão-de-obra, mas aqui (em Campo Grande) utilizamos a agricultura familiar, que acaba reduzindo os custos de plantio”.

A Sedesc calcula que atualmente 700 produtores da agricultura familiar são assistidos pela prefeitura. Desse total, 125 são responsáveis pela produção de alimentos orgânicos. Da feira da Praça do Rádio Clube participam cinqüenta agricultores orgânicos.

Para o titular da Sedesc, Edil Albuquerque, a feira de orgânicos busca, entre outras finalidades, “valorizar o homem do campo, que está migrando para a cidade”. Ele enfatiza que o “diferencial da feira é que aqui os alimentos orgânicos têm o mesmo preço dos tradicionais”. Com a vantagem dos preços acessíveis, Edil Albuquerque espera que “os orgânicos não sejam apenas produtos para as classes de melhor poder aquisitivo, mas para toda a população. E estamos alcançando nosso objetivo”.

Acompanhando a visita do secretário nacional de Agricultura Familiar, o prefeito Nelson Trad Filho fez questão de conversar com os produtores que participam da feira, e ainda recebeu o carinho das pessoas que estavam no local. “Devo cultuar, como administrador público e como médico, a qualidade de vida da população, que engloba, entre outros fatores, uma alimentação saudável”. Segundo Nelsinho, a feira de orgânicos “resolveu um dos problemas mais sérios e crônicos da agricultura familiar, que é a comercialização dos produtos orgânicos, além de criar um circuito social muito importante”.

Fonte: Júlia Torrecilha, CG Notícias.

Comente!!

Compre aqui

Indicamos

Receba nossas informações:


Nome:



Email: