Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

"Transgênicos e Orgânicos: Coexistência ou Exclusão?" é tema de debate em SC

milho_transgenico
Este é o tema do Seminário que acontece na segunda-feira, 14 de dezembro, a partir das 9h, no auditório da Epagri em Florianópolis, promovido pela Comissão de Produção Orgânica em Santa Catarina – CPOrg/SC, em parceria com a Epagri.

“O encontro acontece motivado pela liberação do milho transgênico para cultivo comercial”, informou o coordenador da CPOrg, Eduardo Amaral, explicando que, como o milho é uma planta de polinização aberta (não se auto-fecunda, como é o caso da soja) e as normas de separação de lavouras transgênicas e não transgênicas (100 metros de distância) são ineficientes para evitar o cruzamento do milho transgênico com o comum, as certificadoras de orgânicos estão tendo grandes restrições para emitir certificado de milho orgânico, o que pode prejudicar seriamente, não apenas os produtores de milho orgânico, mas os produtores de frangos e ovos orgânicos.

Uma planta transgênica é aquela que recebeu nos núcleos de suas células genes de vírus, bactérias ou de outros seres, até animais, introduzidas por engenharia genética. Os genes introduzidos dão à planta características como resistência a insetos ou herbicidas, melhoria do teor nutritivo ou retardamento no amadurecimento dos frutos, entre outros.
Já um produto orgânico é aquele que é produzido sem a utilização de insumos
químicos, respeitando o meio ambiente, o trabalhador e os animais criados.
A produção orgânica proíbe o uso de plantas transgênicas porque ainda não se tem certeza sobre os impactos que os transgênicos podem provocar no ambiente e na saúde humana. No passado muitos produtos que pareciam maravilhas geradas pela ciência se revelaram um grande problema para a humanidade. Foi assim com o DDT e com a talidomida. Os orgânicos não utilizam os transgênicos baseados no princípio da precaução, que é o que tem impedido o cultivo de transgênicos em grande parte da Europa.

PROGRAMAÇÃO

9:00 – 11:00 hs
Bases da transgenia e suas implicações. As normas da CNTBio e a questão da transgenia em plantas alógamas:
9:00 – 9:45 hs = Prof. Dr. Marcelo Gravina de Moraes – UFRGS
9:45 – 10:30 hs = Prof. Dr. Rubens Onofre Nodari – UFSC

Os Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) e a agricultura orgânica
10:30 – 11:00 hs = Dr. Geraldo Deffune Gonçalves de Oliveira – Epagri/Estação Experimental de São Joaquim/SC

11:00 – 12:00 hs – Debate aberto

12:00 – 14:00 – Intervalo para almoço
14:00 – 15:00 hs
Fiscalização do cultivo de OGMs – O caso do milho
Eng. Agrônomo Marcelo Silva – Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Paraná.
Engº Agrônomo Marcus Vicente Segurado Coelho – Fiscal Federal Agropecuário, Coordenador de Biossegurança do Ministério da Agricultura – MAPA

15:00 – 15:45 hs – Debate aberto

15:45 – 16:00 – Intervalo para café

16:00 – 17:00 hs
Viabilidade da criação de áreas livres de transgênicos
Engª Agrôn. MsC Ângela Cordeiro – consultora.
Olavo Ghedini – Presidente da Associação das Cooperativas Familiares do Oeste Catarinense/ASCOOPER

17:00 – 17:30 – debate aberto.

17:30 – 18:00 hs – Encaminhamentos de ações por parte da Comissão da Produção Orgânica em Santa Catarina.

Fonte: Epagri/SC.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: