Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Pesquisa mostra que taxar guloseimas não ajuda a deter a epidemia de obesidade


Á medida que avança, em todo o mundo, a chamada epidemia de obesidade, periodicamente surgem medidas proibitivas, nos mais diversos países, que tentam detê-la. Nos EUA, por exemplo, já se tentou quase tudo. A última sugestão de especialistas da área de saúde é cobrar impostos sobre as guloseimas, na tentativa de diminuir o consumo. Será que daria certo?

Para buscar uma resposta para a questão, pesquisadores realizaram o seguinte estudo: recrutaram um grupo de pessoas para fazer compras em um supermercado, com um determinado valor para gastar. Previamente, elas receberam as informações nutricionais de 68 marcas de produtos.

Na primeira ida ao supermercado, todos os produtos estavam com os mesmos preços de qualquer outro estabelecimento. Na segunda ida às compras, os pesquisadores promoveram um aumento no valor das guloseimas ou diminuíram o preço dos alimentos considerados saudáveis.

Publicado no Psychological Science, o estudo concluiu que produtos taxados, ou com preços aumentados, serviram mais para que as pessoas evitassem comprá-los do que consumissem mais alimentos saudáveis. Quando os alimentos saudáveis estavam mais baratos, as pessoas recrutadas aproveitaram o que economizaram para comprar mais doces. Resultado final: aumentar os impostos das guloseimas não levou a compras menos calóricas, nem melhorou a qualidade da alimentação.

Por Beth Santos,  da ABESO.

Comente!!

Compre aqui

Indicamos

Receba nossas informações:


Nome:



Email: