Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

4ª edição da Frutal Amazônia e Flor Pará movimentou R$ 30 milhões

Desfile de moda marcou o encerramento da Frutal e Flor Pará no Hangar

A 4ª edição da Frutal Amazônia e Flor Pará foi encerrada no último domingo (27), após quatro dias de exposição da produção paraense, negócios, debates e troca de conhecimentos sobre a floricultura, a fruticultura e a agroindústria.

Ao todo, foram movimentados R$ 30 milhões na feira e na rodada de negócios, sendo cerca de R$ 1 milhão somente na agricultura familiar. A Frutal Amazônia e Flor Pará 2010 contou com mais de 300 estantes e atrações, como o Parque Tecnológico, o Espaço das Flores e um desfile exclusivo de joias e roupas.

Presidente da Associação dos Produtores Orgânicos do Estado do Pará, que pela primeira vez teve um estande na feira, Fernando Paraense disse que a experiência foi boa para os 13 produtores da associação que participaram.

“Foi muito importante para a divulgação dos nossos produtos, teve muita articulação. E a gente percebe que, cada vez, as pessoas se interessam mais”, conta o produtor do município de Santa Bárbara, que já esteve em outras edições da Frutal. A meta dos produtores orgânicos é expandir a produção no setor em 70% até 2015.

O produtor de orquídeas José Torres Pinheiro, de Castanhal, esteve presente em todas as edições da Flor Pará, quando houve a participação de apenas oito produtores. Hoje, o evento, unido à Frutal Amazônia, cresceu e, junto com ele, a economia nestes segmentos.

Ele que, no início, vendia apenas para o mercado interno, hoje exporta para São Paulo e Rio de Janeiro e este ano fez contatos com pessoas de Minas Gerais, Pernambuco, Piauí e Roraima através da feira. “O evento foi determinante para o crescimento do setor e continua sendo”, garante.

Uma das maiores beneficiadas foi a agricultura familiar que, desde a Frutal 2009, possui uma programação exclusiva, com oficinas, mini-cursos, seminários e outros. A Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) viabilizou a vinda e a hospedagem de cerca de 300 pequenos produtores de todos os municípios do Pará.

Raimundo Silva, do assentamento Abril Vermelho de Santa Bárbara, conta que plantou cerca de 3 mil pés de açaí em um ano, com o conhecimento que adquiriu no evento passado, e quis aprender mais. “Eu acho uma coisa muito boa para os agricultores familiares”, diz.

Este ano, a feira contou com um público de 36 mil visitantes. Entre eles, o casal Carmen Monteiro e Orlando Macedo. “Achei muito bom, bem diversificado, não só com produtos naturais, mas também os beneficiados”, avalia a educadora ambiental. “Em termos de produção, houve um grande desenvolvimento”, diz o tecnólogo em segurança do trabalho.

Já o vendedor Eliano de Souza Lima se surpreendeu com alguns produtos, que não imaginava serem comercializados na região: “Achei interessante ver um pé de cajarana bem pequeno já dando frutos”, conta.

Por Jussara Kishi – Secretaria de Comunicação do Governo do Pará.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: