Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Caravana Copa Orgânica é realizada em Porto Alegre

Ministério da Agricultura revela que no Brasil cerca de 90 mil produtores se declaram como orgânicos

Produtos orgânicos: diferencial competitivo e oportunidades de negócios é o tema da palestra de sensibilização que está percorrendo os 12 estados do país onde ficam as cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014, passando por outros 44 municípios considerados polos de produção agrícola e envolvendo produtores, consumidores e empresários. Nesta semana, as atividades acontecem no RS, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Na manhã desta quarta-feira (16), cerca de 30 produtores participaram da palestra em Porto Alegre. Teve também palestra em Santo Antônio da Patrulha.
Na quinta-feira (17), às 13h, será em Osório, no Plenário da Câmara de Vereadores, na sexta-feira (18), também às 13h, no Sindicato Rural de Viamão e, no sábado (19), novamente em Porto Alegre, quando consumidores e público em geral participam do painel Orgânicos: saúde, sabor e sustentabilidade numa só escolha, a partir das 10h, no auditório da Fepagro, no bairro Menino Deus.
As palestras são proferidas pelo agricultor de Toledo (PR) Moacir Kretzmann, pioneiro em horticultura orgânica naquele estado e primeiro produtor a receber o selo de qualidade orgânica pelo Instituto Biodinâmico de Botucatu (SP). Kretzmann e os assistentes Shigueo Sumi e Danilo Cáceres vão percorrer todo o país nessa Caravana, que tem, como objetivo, conscientizar a população sobre os benefícios, para a saúde e o ambiente.
Certificação e selo orgânico
Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento revelam que no Brasil cerca de 90 mil produtores se declaram como orgânicos. “Desses, cinco mil já estão regularizados”, destaca Kretzmann. Cada vez mais, a sociedade exige consumidor alimentos cultivados sem o uso de agrotóxicos e sem a intervenção de tecnologias, como a transgenia. “Para atender a esse público, é preciso produzir com qualidade e sem agredir o ambiente”, defende Kretzmann, ao explicar que, para ser orgânico o produto deve ter no máximo 5% de ingrediantes não orgânicos. Já o produto que apresenta de 70 a 95%, o alimento é considerado “produto com ingredientes orgânicos”.
Atualmente, o Mapa mantém três mecanismos de controle e avaliação de conformidade da qualidade orgânica, que são através de auditagem, via Inmetro, para receber o Selo Produto Orgânico Brasil; de atestado para ser incluído no Sistema Participante de Garantia, como por exemplo pela Rede EcoVida e pelo IBD, favorecendo a venda para outros estados e regiões; e através de Organização de Controle Social e Venda Direta, que concede uma declaração a um grupo informal de produtores. “Neste caso, a garantia de procedência orgânica resulta na relação de confiança entre produtor e consumidor”, observa Kretzmann.
“Para iniciar uma produção orgânica, tanto vegetal como animal, é preciso acreditar”, salienta Kretzmann, ao citar ainda que o agricultor deve agir pela razão, buscar informações e capacitação constante, trocar experiências com outros produtores, elaborar um plano de negócios a partir de um estudo de viabilidade técnica e manter as estratégias na diferenciação do produto. Depois da região de Porto Alegre, a Caravana Copa Orgânica vai pra São Paulo e vários municípios de Minas Gerais e Goiás.

Mais informações pelo www.caravanacopaorganica.com.br.

Texto e foto de Adriane Bertoglio Rodrigues – Emater/RS-Ascar.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: