Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

7 maneiras de se alimentar com orgânicos economizando dinheiro

Plantação de tomates orgânicos

Uma dieta rica em legumes, verduras e frutas é praticamente a garantia de saúde e qualidade de vida.

Hoje, na era dos agrotóxicos as pessoas se perguntam sobre a procedência dos alimentos e o modo chamado “artificial” como boa parte deles é produzida. O uso dos químicos infelizmente se dá para aumentar a produtividade e consequentemente dar mais lucro aos produtores.

Existem dúvidas quanto ao consumo de um alimento natural e sobre a segurança em comer, por exemplo, uma salada crua ou um morango. A resposta para tudo isso está nos alimentos que chamamos de orgânicos. Estes alimentos são cultivados sem o uso de fertilizantes químicos e agrotóxicos. Toda a cadeia é levada em consideração, inclusive a qualidade do solo.

A vantagem destes alimentos é que eles são mais ricos em nutrientes e não existem substâncias químicas no processo. A desvantagem é que eles podem custar o dobro.

Mesmo tendo muita informação, boa parte das pessoas não sabem como identificar esse tipo de alimento. Para resolver esse problema e ainda conseguir integrar os orgânicos no orçamento mensal é preciso adquirir conhecimento específico em alimentos.

Aqui estão sete coisas que você deveria saber sobre: comer alimentos orgânicos economizando dinheiro.

- Alimentos orgânicos não são cultivados iguais aos convencionais: este tipo de produto não tem que percorrer grandes distâncias até chegar ao seu consumidor final. Apoie comunidades locais.

- Esteja atento a comprar primeiro, localmente: existem maneiras de encontrar produtos orgânicos locais. Se possível, verifique se existe um mercado dos produtores rurais locais. Muitas vezes eles têm grandes promoções em produtos orgânicos, e os alimentos da temporada devem estar ainda mais saborosos. Envolva-se em programas de apoio à comunidade agrícola. Você pode pré-comprar uma parte das colheitas de um agricultor pagando por mês, semana ou temporada, dependendo da comunidade.

- Aprenda a cozinhar por temporada: as culturas quando estão na época são geralmente mais baratas e mais abundantes. Saiba quais são as temporadas de cada alimento de sua região e compre aqueles que estiverem na época; é certo que eles serão mais saborosos, mais bonitos e mais nutritivos, além de muito mais baratos.

- Compre a granel, em seguida desidrate ou faça conservas: se você não estiver disposto a desistir de tomates ou damascos, quando muda a estação, não tem problema. Compre de seu produtor orgânico ou de seu mercado favorito, quando for mais barato (normalmente quando está na época) e faça conservas.

- Participe ou crie um clube de compra de alimentos orgânicos:  comprando em grandes quantidades é quase sempre possível reduzir os custos. Reúna alguns de seus amigos, e compre diretamente de atacadistas. Em seguida, divida as mercadorias quando elas chegarem. Seu grupo pode criar uma sociedade em um armazém cooperativo ou trabalhar com um distribuidor de varejo. Esta compra em grupo é uma ótima maneira de pagar menos, principalmente em itens como os produtos orgânicos.

- Escolha seus produtos: se você não pode se dar ao luxo de comprar orgânicos saiba quais alimentos têm mais contatos com agrotóxicos e evite-os. 

- Cultive seu próprio alimento: há uma maneira fácil de poupar dinheiro e comer organicamente para sempre: cultivar seu próprio alimento. Deste modo tem-se um controle total sobre o que é criado. Plante uma horta ou um jardim de ervas na janela. Cada passo à frente é um passo rumo à sustentabilidade e um passo mais longe de produtos químicos desagradáveis ​​e produtos importados sem sabor.

Fonte: Redação CicloVivo.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: