Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Cooperativa Univerde produz sementes e mudas com autonomia

Após dois meses de curso, agricultores e agricultoras da cooperativa Univerde de Nova Iguaçu iniciam a construção de uma estufa que vai suprir a necessidade produção de mudas de hortaliças e trazer mais autonomia para o trabalho da cooperativa.

Independência, assim Joyce define o trabalho dos agricultores e agricultoras da cooperativa Univerde depois da realização do curso de produções de mudas de hortaliças, realizado em parceria com o Projeto Semeando Agroecologia, que é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Desenvolvimento e Cidadania. Joyce, Suela, Lúcia e outros 15 agricultores cooperados estavam reunidos no sábado, dia17 de setembro, para o início da construção da estufa para a produção das mudas da cooperativa. A construção da estufa é a etapa de conclusão das atividades de oficinas e visitas que fizeram parte do curso realizado entre os meses de junho e agosto na comunidade de Geneciano, em Nova Iguaçu. Uma proposta que surgiu da necessidade de emancipação do trabalho dos agricultores da cooperativa Univerde, que dependem inteiramente da compra das mudas de hortaliças de produtores de Itaipava, na região serrana, para garantir sua produção.

Segundo Joyce, que é agricultora e faz parte da direção da Univerde, por conta do clima mais frio da serra as mudas que vêm da de lá nem sempre estão de acordo com planejamento da produção realizado pela cooperativa. “A gente está na mão do produtor da serra. Muitas vezes a gente tem que plantar o que ele acha que está na época, e o que está na época lá não está na época aqui, e isso muitas vezes dificulta o nosso mercado. Agora mesmo está na época de plantar produto de peso, pimentão, jiló. O produtor de lá diz que ainda não está na época e aqui a agente já poderia estar plantando.” Afirma Joyce.

A necessidade de maior autonomia da produção das mudas surgiu em um diagnóstico realizado durante as primeiras reuniões entre a equipe do Projeto Semeando Agroecologia e os agricultores da Univerde. No entanto, surgiu também a demanda de realização de um curso para consolidação de conhecimentos sobre a produção e sementes e mudas. As atividades do curso foram elaboradas junto com os participantes a partir das necessidades apontadas por eles e a metodologia adotada garantiu o diálogo permanente entre os saberes populares e o conhecimento científico sistematizado, com o objetivo de contribuir com a autonomia e o fortalecimento deste grupo e a melhoria da qualidade da sua produção.

A Cooperativa Univerde é formada atualmente por cerca de 20 agricultores e agricultoras que possuem lotes familiares localizados em terrenos onde passam dutos da Petrobras nas comunidades de Geneciano, Gerar Danon e Figueira em Nova Iguaçu. A produção é vendida coletivamente na feira da Roça em Nova Iguaçu, na feira da Universidade Federal do Rio Janeiro, na Transpetro, nas feiras organizadas pela Igreja Messiânica de Nova Iguaçu e, mas recentemente, para a Prefeitura, que destina os produtos para a merenda escolar. O aumento das estratégias de comercialização de produtos também foi um fator importante para a melhoria da produção através da construção do viveiro de mudas.

O curso, que começou no dia 14 de junho e terminou em 23 de agosto de 2011, contou com a participação de grande parte dos cooperados. A primeira atividade foi uma visita técnica na estação experimental Fazendinha Agroecológica – Embrapa Agrobiologia em Seropédica para que os participantes pudessem conhecer uma experiência com embasamento científico de produção de mudas de hortaliças. Nos 10 encontros seguintes foram debatidos temas variados como germinação das sementes, tipos de solo, fotossíntese e nutrição. Também foram discutidas questões relativas à produção e ao armazenamento de sementes, com objetivo de conhecer as sementes que já eram reproduzidas na comunidade e levantar as problemáticas que envolvem a produção de mudas naquele local. Foi feito então um levantamento das sementes que os agricultores compram, o que conseguem reproduzir, como armazenam, quais são as suas dificuldades, as experiências que deram certo e as que não tiveram sucesso e principalmente quais eram as expectativas do grupo para o cultivo de boas sementes e mudas saudáveis. Todo o conteúdo do curso foi acompanhado de intervenções muito ricas dos agricultores, trazendo suas experiências práticas para o diálogo com os conteúdos científicos, fazendo das aulas momentos ricos de aprendizagem e muitas trocas.

Para Suela, agricultora da Univerde o curso trouxe um aprendizado muito importante para esta nova etapa do trabalho da cooperativa: “A gente não falou só sobre a estufa, falou sobre como fazer uma boa muda, falamos sobre como fazer um substrato, como fazer um minhocário para tirar nosso húmus que vai ser o produto para semear as sementes e fazer nossas mudas”. Responsável por um lote diversificado, Lúcia mostra orgulhosa as hortaliças que já estão dando sementes: “A gente já está guardando sementes das plantações para fazer as mudas com as nossas sementes que são orgânicas, vamos montar um banco de sementes aqui”.

A construção da estufa gerou muita expectativa entre o grupo, que compareceu com muita disposição para o mutirão de trabalho. Neste dia foram fincados os pilares da estrutura da estufa, que será construída coletivamente durante 4 semanas. Todo o trabalho é orientado por dois técnicos da Pesagro, que possuem larga experiência em construção de estruturas de baixo custo em comunidades e assentamentos do Rio de Janeiro.

Segundo Suela o curso e a construção da estufa já estão mudando a rotina de trabalho da cooperativa: “Já estamos até fazendo uma lista do que vamos plantar, alface, salsa, rúcula, repolho, espinafre, brócolis, já estamos fazendo o escalonamento, e já tem uma turma que vai ficar cuidando da estufa, de molhar, cuidar das mudas e das sementes.

A autonomia na produção das sementes e das mudas são estratégias essenciais para garantir a qualidades dos alimentos cultivados e melhorar a comercialização dos produtos da cooperativa. Esta é uma etapa significativa no fortalecimento da agricultura periurbana agroecológica do Rio de Janeiro.

Fonte: AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: