Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Curso debate importância da agroecologia para o desenvolvimento sustentável

Técnicos da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), juntamente com  pesquisadores e analistas da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), participam do Curso de Formação em Agroecologia (1º módulo). A atividade acontece no Centro de Convenções Israel Pinheiro, em Brasília (DF), e encerra na quinta-feira 02/12.

O objetivo da ação, realizada pelo Departamento de Transferência de Tecnologia (DTT) da Embrapa, em parceria com a Secretaria da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), é contribuir para qualificar as práticas de pesquisa e transferência de tecnologia – com enfoque agroecológico – junto aos agricultores familiares, povos indígenas e comunidades tradicionais.

Na abertura do curso, o secretário nacional de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Laudemir Müller, apontou os desafios enfrentados para unir o tema desenvolvimento sustentável às políticas públicas criadas para atender os agricultores familiares: “Estamos passando por um momento de construção de políticas agrícolas. Temos que atuar para que os instrumentos hoje disponíveis como o crédito do Pronaf, o seguro da agricultura familiar e o da organização econômica incorporem o tema da sustentabilidade”.

Müller também falou da importância de levar para os técnicos da extensão rural o conhecimento disponibilizado no tema da agroecologia para atender as demandas dos agricultores familiares. “É preciso conectar tecnologia à pesquisa para geração de conhecimento entre os extensionistas e aproximar políticas públicas ao processo agroecológico”, enfatizou.

Para o diretor de Transferência de Tecnologia da Embrapa, Waldyr Stumpf Júnior, o curso é uma oportunidade para consolidar o que vem sendo construído pela instituição e seus parceiros ao longo dos anos: “Trabalhamos num sistema global para atender os anseios da sociedade que quer alimentos mais saudáveis.”

Metodologia

O curso de Formação em Agroecologia é dividido em quatro módulos. O primeiro deles, realizado este ano, compreende duas etapas: uma presencial, com 160 horas, e outra à distância, com 110 horas. Participam do primeiro módulo cerca de 100 alunos, entre pesquisadores e analistas de 30 unidades da Embrapa, que representam diferentes biomas, além de extensionistas das empresas de assistência técnica e extensão rural.
O curso foi criado no âmbito do Programa de Formação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, uma parceria da SAF/MDA com a Embrapa. A proposta é criar um ambiente de aprendizagem coletivo que promova a reflexão crítica sobre o processo de construção do conhecimento na prática da pesquisa e da transferência de tecnologia de base ecológica.

Fonte: Portal do Desenvolvimento Agrário.

Comente!!

Compre aqui

Indicamos

Receba nossas informações:


Nome:



Email: