Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Pequenos produtores querem aumentar quantidade de orgânicos na mesa de manauara

A procura ainda baixa, mas crescente, por alimentos livres de agrotóxicos e contaminantes não desanima o produtor rural amazonense. Embora a produção orgânica corresponda a apenas 1% de tudo o que é cultivado no Estado, o setor pretende triplicar o plantio e o quadro de produtores este ano, aumentando o número de mantimentos locais mais saudáveis na mesa da população.

De acordo com o agroecólogo do Instituto de Desenvolvimento da Amazônia, Bosco Gordiano, entre os projetos que devem estimular os agricultores está um programa da esfera federal para aquisição de alimentos com doação simultânea, que permite ao produtor um aumento em até 30% no valor do alimento. Basta comprovar que o produto é realmente orgânico. “Programas estaduais também estão sendo desenvolvidos para apoiar o aumento dessa produção”, afirmou.

Uma das medidas estaduais que também ganha destaque é a capacitação de agricultores familiares para o preparo de adubo orgânico, desenvolvida pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror). Desde o início do trabalho, em agosto de 2010, pelo menos 300 pessoas participaram de cursos como o de manejo agroecológico do solo, com lições teóricas e práticas para preparo do adubo livre de produtos químicos. Já a esfera municipal auxilia na melhoria da qualidade e manutenção  do plantio, e garante a distribuição dos alimentos orgânicos.

De acordo com o engenheiro agrícola da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab), Marcílio Pascoalino, o objetivo é auxiliar aqueles que, efetivamente, vivem da atividade. “Implementamos mais locais: uma no Puraquequara (Zona Leste) e outra no ramal do Pau-Rosa, na BR-174 (Manaus – Boa Vista), e estamos próximos de quem planta”, informou. Semanalmente, caminhões do órgão ajudam a escoar cupuaçu, pupunha, cebolinha, salsa, alface, cheiro verde, entre outros, de fazendas locais até a feira de Produtos Orgânicos.

Fonte: Em Tempo Online.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: