Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Alimentos orgânicos beneficiam pessoas e meio ambiente

Solarização é uma técnica que utiliza radiação solar na erradicação de nematoides (Ass. Imprensa Unoeste)

Verduras, legumes, grãos e frutas de origem orgânica. É crescente o número de pessoas que escolhem este tipo de alimento. Os produtos orgânicos são alternativas mais saudáveis para o ser humano e também para o meio ambiente, pois são cultivados sem o uso de adubos químicos ou agrotóxicos.

De acordo com o Instituto Biodinâmico (IBD), principal empresa que atesta a qualidade dos produtos da agricultura orgânica brasileira, dos países da América Latina, o Brasil é o que mais consome produtos orgânicos, o equivalente a 1% de todo o mercado de alimentos. Cerca de 70% da produção orgânica vendida no Brasil é em supermercados.

O coordenador do programa de pós-graduação em Agronomia e professor da graduação na área da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), Fábio Fernando de Araújo, explica que a agricultura orgânica segue parâmetros que vão desde o preparo do solo até o desenvolvimento das culturas. “Este tipo de alimento diferencia-se do convencional, pois possui uma série de restrições e manejos distintos. O controle de pragas que é feito através de técnicas naturais ao invés de agrotóxicos e a adubação que utiliza adubo de origem natural como rochas moídas, esterco e húmus, são exemplos”.

Ele fala que esta modalidade agrícola respeita o trabalhador rural e exige o registro na carteira de trabalho, que garante os direitos estabelecidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Araújo observa que é obrigatória para todos os produtos orgânicos comercializados no Brasil, a avaliação da conformidade por organismos credenciados junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “Esta identificação acontece através do selo oficial do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (SisOrg), que pode ser emitido por diferentes órgãos como o IBD e IND (Instituto Nacional de Tecnologia)”.

O professor revela que os benefícios proporcionados pelos alimentos orgânicos são comprovados cientificamente. “Em 2011, a revista europeia Biological Agriculture & horticulture publicou o trabalho intitulado Organic versus conventional – a comparative study on quality and nutritional value of fruit and vegetable juices (Orgânico versus convencional – um estudo comparativo sobre a qualidade e valores nutricionais de sucos de frutas e vegetais). Foi constatado que os alimentos produzidos pela agricultura orgânica apresentam maiores concentrações de substâncias antioxidantes como flavonoides, que auxiliam o organismo na defesa do organismo contra moléculas tóxicas que causam câncer. Além disso, os legumes cultivados de forma convencional apresentam maiores teores de nitrato na sua composição o que é preocupante para a saúde humana, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS)”.

Em relação aos conhecimentos fornecidos na universidade sobre este tema, Araújo destaca que são desenvolvidas ações que conscientizam e embasam os futuros profissionais. “Os alunos são envolvidos diretamente em atividades que proporcionam uma visualização de como deve ser a produção orgânica. É importante ressaltar que o curso de Agronomia da Unoeste é um dos poucos no Brasil que possui em sua grade curricular a disciplina Agricultura Sustentável, fornecendo um sólido embasamento”.

Ele acrescenta que a instituição possui uma horta no campus II que permite a visualização e aplicação prática dos conteúdos passados em aula. “Atualmente, ocorre neste espaço um processo de conversão do sistema convencional para o sistema orgânico. Entre as ações desenvolvidas está em andamento um projeto piloto de recuperação do solo, que utiliza a técnica da solarização. Este procedimento natural cobre a área de plantio com um plástico transparente, que serve para a captação da radiação solar, aquecendo o solo e matando até 90% dos nematoides, vermes prejudiciais às verduras”.

O acadêmico do 8º termo de Agronomia, Gilberto Fonseca Lima diz que a agricultura orgânica possui técnicas simples e de fácil manejo. “É importante aprender como trabalhar este método alternativo, que poderei utilizar na minha profissão”.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Unoeste.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: