Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Congresso Brasileiro de Agroecologia terá cerca de 80 painelistas do Brasil e do exterior

Evento será realizado de 25 a 28 de novembro, na PUC/RS. Fotos: Kátia Marcon

Com o tema “Cuidando da Saúde do Planeta”, foi lançado na tarde desta segunda-feira (30/09), na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, o VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia. O evento será realizado de 25 a 28 de novembro, nas dependências e imediações da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS), juntamente com o XIII Seminário Estadual, XII Internacional sobre Agroecologia e V Encontro Nacional de Grupos de Agroecologia.

Diretor técnico da Emater/RS e presidente do VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia, Gervásio Paulus destacou o evento como um espaço privilegiado de trocas de experiências entre pesquisadores, técnicos, estudantes e agricultores, em busca de um novo modelo de desenvolvimento, o qual deve incorporar os preceitos da Agroecologia. “Este é, com certeza, o principal evento acadêmico-científico do Brasil quando o assunto é a Agroecologia”, frisou.

Da programação, além da mostra audiovisual e fotográfica e das manifestações artísticas e culturais, Paulus ressaltou a participação de cerca de 80 painelistas do Brasil e do exterior, como a socióloga francesa Claire Lamine, que aborda sistemas alternativos e a ligação entre produtores e consumidores; a agrônoma colombiana Clara Nichols, que investiga as perspectivas para o desenvolvimento rural sustentável na América Latina; o economista Guilherme Costa Delgado, autor de livros como “A trajetória do capital Financeiro na Agricultura à Economia do Agronegócio”; o argentino Javier Souza, que traz a experiência da Rapal, uma rede de organizações, instituições, associações e indivíduos que se opõem ao uso massivo e indiscriminado de agrotóxicos; e Carlos Rodrigues Brandão, que fará a palestra de encerramento do Congresso, sobre Educação e transformações no campo.

A solenidade de lançamento também contou com a participação do representante da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA), Eros Marion Mussoi, que prestou uma homenagem ao engenheiro agrônomo José Antônio Costabeber, falecido no mês de julho. Presidente da ABA e professor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Costabeber era um dos principais nomes da Agroecologia no país. Mussoi também falou sobre o pioneirismo do Rio Grande do Sul na realização de eventos ligados ao tema. “Nada mais justo do que celebrar o 10º aniversário do Congresso em Porto Alegre, que foi a sede da primeira edição. A realização destes eventos foi o meio de cultura que permitiu a criação da Associação Brasileira de Agroecologia”, afirmou. Para Mussoi, a participação conjunta de agricultores e pesquisadores no evento é importante por criar condições para que “a ciência e a prática agroecológica dialoguem em busca de uma sociedade mais sustentável e democrática”. O representante da ABA enalteceu ainda os mais de 1.400 trabalhos e relatos de experiências inscritos para o CBA.

Representando o governador Tarso Genro, o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Ivar Pavan, disse que o momento de realização do Congresso é muito oportuno, tendo em vista os mais de 270 mil agricultores gaúchos que abandonaram o campo. “Muito do que vemos hoje no meio rural tem a ver com o modelo de desenvolvimento vigente. O Congresso Brasileiro de Agroecologia será importante para dar diretrizes para traçarmos um novo caminho”, disse. Pavan destacou ainda as diversas políticas públicas que favorecem o avanço da Agroecologia no Estado, como o Programa Agricultura de Base Ecológica e a Lei de ATERS (Assistência Técnica e Extensão Rural e Social), que consolida a Emater/RS-Ascar como política pública. “São medidas básicas para pensarmos em um novo modelo de desenvolvimento”, afirmou.

A solenidade de lançamento do VIII CBA-Agroecologia contou também com a participação de representantes dos Ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Agricultura, Irga, Fundação Zoobotânica, Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), Ceasa, Via Campesina, UFRGS, Associação dos Servidores da Ascar-Emater (Asae-RS) e Emater/RS-Ascar.

A expectativa dos organizadores é que mais de quatro mil pessoas participem das atividades do VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia.

Inscrições e participação
O Congresso Brasileiro de Agroecologia recebe, até o dia 13 de outubro, as inscrições de oficinas, por parte dos grupos de agricultores ou de instituições, e para a exposição de livros, mostras e troca de sementes. Também é possível inscrever diferentes formas de manifestações artísticas e culturais que interajam com os participantes nas diferentes temáticas que permeiam a Agroecologia: ambientais, socioculturais, éticas, políticas e econômicas. As inscrições podem ser feitas pelo site www.cbagroecologia.org.br.

Para participar do VIII CBA-Agroecologia, as inscrições podem ser feitas até 10 de outubro pelo site http://www.cbagroecologia.org.br/inscricoes. Estudantes pagam R$ 60,00 e profissionais e técnicos, R$ 80,00. Após esta data, estudantes pagam R$ 100,00 e profissionais e técnicos, R$ 120,00. Aqueles que não realizarem o pagamento até essa data, só poderão fazê-lo presencialmente no dia do credenciamento para o evento. Agricultores e agricultoras têm isenção da taxa de inscrição. Mais informações através do sec-cba@emater.tche.br.

Por Júlio Fiori, Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar.

Comente!!

Indicamos

Receba nossas informações:

Nome:



Email: