Vida Sustentável

Vida Sustentável

Vida Sustentável RSS Feed
 
 
 
 

Rússia se opõe ao cultivo de alimentos transgênicos

O Governo russo adiou por três anos o registro estatal dos organismos geneticamente modificados (OGM), segundo informa o site do Kremlin. O relatório publicado afirma que “é necessário um longo tempo para elaborar os testes de acordo com os mais recentes avanços científicos e a experiência internacional, assim como para equipar adequadamente os laboratórios do país”. A mesma fonte acrescenta que o decreto se aplicará de 1.º de julho de 2014 a 1.º de julho de 2017.

Em setembro de 2013, o Primeiro-Ministro Dmitri Medvedev assinou um decreto segundo o qual, a partir de 1.º de julho deste ano, os campos russos poderiam começar a ser cultivados com sementes geneticamente modificadas.

Em fevereiro de 2014, um projeto de lei para proibir o cultivo de organismos geneticamente modificados foi submetido ao Parlamento russo. O Vice-Primeiro-Ministro Arkady Dvorkovich disse na ocasião que o decreto do Governo que visa a legalizar os transgênicos seria modificado.

O Serviço Federal Russo de Controle Veterinário e Fitossanitário tem afirmado repetidamente que a qualidade da semente é a base da segurança alimentar da Rússia e que os países desenvolvidos têm um rigoroso sistema de controle nessa área. Além disso, o governo russo também afirma que o desenvolvimento, os testes e a produção das sementes são monopolizados por poucas corporações transnacionais, capazes de limitar o acesso a informações sobre os efeitos adversos do uso de seus produtos.

Fonte: Diário da Rússia.

Comente!!

Compre aqui

Indicamos

Receba nossas informações:


Nome:



Email: